O que NÃO fazer numa entrevista de emprego
Ligue já 910 932 815

O que NÃO fazer numa entrevista de emprego

Os Erros mais comuns que deve evitar!

entrevista de emprego

Erros que parecem óbvios mas que acontecem constantemente nas entrevistas de emprego. Não cometa erros, veja o que não fazer numa entrevista de emprego.

    Artigo de Opinião, Bianca Lima Santos

 

 

O caminho a ser percorrido até chegar a uma entrevista nem sempre é fácil. Todos nós já passamos por um processo de recrutamento e seleção, pelo menos uma vez na vida. São muitos os envios de CVs por e-mails que ficam sem respostas, até que, finalmente, chega uma resposta! Se foi convidado para uma entrevista isso significa que o recrutador gostou do seu CV e quer conhecê-lo melhor, não pode deixar escapar essa oportunidade.

 

Vou dar algumas dicas de situações que acontecem (muito mais do que se imagina) no dia-a-dia de uma empresa de consultoria de recursos humanos e que podem ser evitadas, para que você optimize da melhor maneira possível o tempo, fazendo com que o recrutador o conheça melhor.

 

Não chegue atrasado!

Para começar, aquele clichê de sempre, não chegar atrasado. Imprevistos acontecem e se perceber que realmente não terá como chegar à hora marcada ligue e avise, mas caso tudo esteja dentro do planeado, chegue sempre 10 a 15 minutos antes da entrevista, para respirar e estar relaxado, aproveite para observar as pessoas à sua volta, o clima da empresa, a maneira como eles se comportam, como se vestem.

 

Não vá acompanhado!

Nunca vá a uma entrevista acompanhado, esse comportamento pode ser visto pelo entrevistador como insegurança, uma pessoa que não é confiante, ou não age autonomamente, comportamentos que são desvalorizados pelas empresas.

 

Não use roupas desconfortáveis!

A respeito do que vestir, não use roupas desconfortáveis, sabe aquele sapato que é lindo, mas aperta muito? Não use naquele dia, a entrevista já é uma situação que pode deixá-lo desconfortável, não piore a situação. Para além disso, vista-se de acordo com o cargo que pretende, por exemplo, se está a concorrer a um cargo de rececionista de hotel, não vá à entrevista de chinelos e calções, se a empresa é de ambiente formal, vista-se de acordo com o que se espera, sem surpresas.

 

Não dê respostas monossilábicas nem fale demasiado!

Pode parecer que não tem muito a acrescentar ou não está interessado no diálogo, além do mais perde-se a funcionalidade da entrevista que é o entrevistador conhecê-lo.  Por outro lado, não peque por excesso, não fale demasiadamente, sabe aquelas pessoas que falam muito e não dizem nada? Não seja esse tipo, seja assertivo, fale o essencial mas com profundidade, também não seja aquela pessoa chata que interrompe constantemente o entrevistador, ou que sobrevaloriza em demasia as suas capacidades e o seu conhecimento.

 

Cuidado com a Comunicação verbal e não verbal!

Já que estamos a falar em comunicação, esteja à vontade, mas não à vontadinha, a postura e a linguagem corporal também são avaliadas nestas ocasiões, portanto, não esteja sentado como se estivesse a ver TV em casa, mantenha uma postura que demonstre ao outro que está atento e interessado no que ele está a dizer, tenha noção de que não é uma conversa entre amigos, que a maneira como você comunica diz muito sobre você, assim, está expressamente proibido de dizer palavrões ou gírias que geralmente são usadas em contextos informais, aqui não é o caso. É comum falar sobre sua vida profissional, sobre você e sobre os seus hobbies (quando é perguntado), contudo, evite falar sobre assuntos pessoais, como por exemplo, a sua vida amorosa ou a situação financeira dos seus pais.

 

Não fale de assuntos controversos!

Durante a entrevista evite falar sobre assuntos que podem ser controversos, como política, religião e futebol, a não ser que o cargo exija, mas se não for o caso não fale. Imagine uma pessoa chegar para a entrevista e dizer ao entrevistador “saudações benfiquistas”, por azar dele o entrevistador é adepto do F. C. Porto, pode gerar alí uma quebra na relação de empatia, e aquela oportunidade acabar naquele momento.

 

Não atenda chamadas!

Se o seu telemóvel tocar durante a entrevista, não atenda! Retorne a chamada assim que puder, mas naquele momento não é adequado.

 

Evite falar negativamente de antigos empregadores!

Se já teve problemas com a sua antiga entidade empregadora, ou com colegas de trabalho, este não é o momento de “lavar a roupa suja”, não fale sobre relações conflituosas com ex colegas/empresa, nunca é bem visto pelo recrutador, do mesmo modo, evite falar sobre boatos que possam ter surgidos sobre a empresa à qual se está a candidatar, pode deixar o entrevistador desconfortável.

 

E se for uma entrevista em vídeo?

Quando a entrevista é feita por vídeo chamada, tenha cuidado com o que é visto, não fica bem dizer que uma das suas competências é a organização e aparecer no vídeo a imagem de fundo de uma cama ainda por fazer. Evite também locais com ruído ou sítios públicos, como um café por exemplo.

 

Agora que já leu estas dicas, esteja também atento às competências que são valorizadas pelos empregadores, e lembre-se: a entrevista é o momento da empresa o conhecer, evite negativismo, seja positivo, demonstre confiança e convença o entrevistador de que será uma mais valia, um investimento para a organização, que resultará numa solução para ajudar a empresa a resolver necessidades e/ou problemas da mesma, alguém que entrará para somar com a equipa, e sorria, um sorriso sempre ajuda nessas horas. Boa sorte!

 

 

Ebook Gestão de Carreira

Se quer dar um novo rumo à sua empresa ou carreira fale connosco hoje mesmo!

Formulário de contacto